domingo, 15 de setembro de 2013

NOSSAS CANÇÕES

 
CORAÇÃO TIBIRIÇÁ
 Mia (Hélvio Duque dos Santos)
 
Eu posso mudar
Mas meu coração não
Ele sempre está no Tibiriçá
Eu posso até sair do País
Mas quando deitar e sonhar...
Estarei lá
No campo, no clube, na oficina
Na bomba na figueira, na caçamba
Soprando um pedaço de cano
Fazendo a boiada estourar – Bis
Ê, ê , coração Tibiriçá - Bis
 
TIBIRIÇÁ, O SAMBA
 Dadau (Dalmo Duque dos Santos)
 Samba-Enredo da Escola de Samba de Vila Maria, Carnaval de 1990.
 
O povo tem cultura e tem memória
E Vila disso é a melhor prova
Cantando o passado e o presente
Mostrando que Epitácio tem história
E tem história...
Eu quero que um raio me queime inteirinho
Se do que vou falar eu estiver mentindo
De um lugar tão bom, ficava aqui pertinho
Porto Primeiro, era um paraíso, mas fazia inveja pro inferno.
Lembrar do banco do pecado, o mata-burro, o mastro, as frutas da ilha.
Seu Joca, o bote, o Nego D’Água, boiadeira, berrante, laço e travessia.
Ver a bola no campo rolar, o Fluvial fazendo o povo vibrar
Dançar um baile ao som de uma orquestra, cinema, carnaval e muita festa.

É madrugada, tem lua cheia, tem lobisomem, namoro e serenata
E tem feitiço, tem pula-cerca, tem o apito do seu Domingos Guarda
Olha o céu tão estrelado, escuta o choro da criança
Dona dos Anjos, um parto à luz de vela
Ai que saudades da Madinha Manoela
Ê, ê, ê, coração Tibiriçá
Não basta te lembrar, eu quero ter você de volta

Ê, ê, ê, coração Tibiriçá

Venderam o teu corpo, mas a alma ninguém compra.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário